A verdade sobre a Cafeteira MOKA ITALIANA

      Nenhum comentário em A verdade sobre a Cafeteira MOKA ITALIANA

Uma invenção revolucionária

O inventor/designer Alfonso Bialetti criou em 1919 aquela que viria a ser a mais clássica cafeteira, e que além de vender muito, ocuparia o coração dos coffeelovers de todo planeta.

Batizada pelo nome de Moka Express, ela revolucionou a forma de preparo de café em casa. Então foi assim que, transformando sua oficina de design na fábrica da cafeteira Moka. Que viria a ser a revolução em vendas de cafeteiras caseiras. Alguns anos se passaram e seu filho Renato Bialetti deu sua “cara”, usando na marca da empresa um desenho que ilustrava um homem de bigode (diziam parecer com o próprio Renato Bialetti).

fonte: www.bialletti.com



Como fazer café mais saboroso?

Sim! essa é a ideia, que além de um belo design o produto, ela pudesse ajudar os consumidores apaixonados pelo líquido dos deuses, a respeitar padrões e receitas ao preparar um café, repetindo assim o resultado nas xícaras cada vez que fizesse o café. Então Alfonso se desdobrou fazendo um desenho com foco na funcionalidade, que a cafeteira moka cumpre até hoje, que é o papel do design, o combinado forma e função.

Na Moka Espress você pode preparar de 1 a várias xícaras de café, sem errar na receita, pois cada tamanho de cafeteira leva em conta a relação correta de pó para a quantidade de água. Então assim, ela ajudou a quebrar um paradigma da época que antes do século XX era café extremamente amargo, fervido diversas vezes e sem filtro, com sua chegada popularizou-se o sabor mais refinado.

Praticidade e sabores sensacionais

E por que seu nome é Moka?

É uma homenagem a cidade de Mocha no Iêmem, cidade do melhor café do século XV até XVII. Segundo a história, esta cidade já foi responsável por 90% do mercado mundial do café. De lá vinha a variedade coffea udaini iemenita; considerada tão diferente que podia converter qualquer pessoa em um adorador de café.

Com o passar dos anos esse sabor achocolatado foi perdido e a sua qualidade foi desencontrada em meio aos muitos defeitos dos grãos, mas essa realidade tem mudado novamente.

A partir do século XVI, ao que tudo indica o café foi introduzido na cultura italiana e de lá pra cá as coisas foram melhorando através de rituais de preparo, técnicas de preparo e ficou mais fácil beber bons cafés.

Muitas vendas, fragâncias e sabores distribuídos pelo mundo

Primeiramente na década de oitenta a empresa foi comprada pelo grupo Faema, e na década de noventa a fábrica foi adquirida pelo grupo italiano Rondine. Atualmente estima-se que menos de 10% das famílias italianas não tenham em casa uma Moka original Bialetti em casa, e que dos anos cinquenta até os dias de hoje mais de 300 milhões de mokas tenham sido vendidas pelo mundo.

Comprar uma Cafeteira Moka Italiana da Bialetti atualmente, nesta terceira onda do café, é um dos primeiros passos que dá um novo aficionado pelo mundo dos cafés especiais.

Diferentemente do modo italiano de preparo, que usam torras mais acentuadas e moagem com granulometria muito fina, no Brasil a escolha da espessura (granulometria) está mais para fino-médio do que para fino como é o padrão italiano.

Escolha com urgência a sua Moka Italiana e bons cafés!

Aproveite nossas dicas ou passo-a-passo de como preparar um café na Moka Italiana.

Fontes: Google, wwww.bialetti.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.