Como fazer café expresso “espresso” em casa corretamente

Começamos escrevendo errado para corrigir agora, a maneira correta de escrever é ESPRESSO e não EXPRESSO, então, vamos colocar pressão a toda potência na máquina para extrair um café com acidez, doçura e amargor, todos estes itens precisam estar presente numa bela xícara de café espresso, assim que se escreve corretamente porque a origem é italiana e quer dizer que ele foi tirado sob pressão ou seja espremido e não porque foi tirado as pressas.

A principal característica de um bom café espresso é a força na xícara e sabemos que o brasileiro ainda está aprendendo a beber um bom café espresso, a crescente busca pela profissão do barista tem proporcionado excelentes experiências aos amantes de café, por isso estamos publicando esse artigo.

Se a intenção é fazer um café intenso e cremoso como é normal de um espresso, a máquina precisa dar uma pressão mínima de 9 bar, a água mineral ou filtrada não pode ultrapassar 95 graus celsius. Já o o grão de boa qualidade e recentemente torrado deve ser moído na hora para manter as melhores propriedades do café, o que sempre caracteriza um café bem feito, além de reforçar se o café é de boa qualidade, quanto mais fresco todo o processo, mais revelará as propriedades do café, não é a marca e a fama que conta.

Existem diversos sistemas sachês, cápsulas, mas o verdadeiro café espresso deve ser feito com café moído na hora e na granulometria apropriada para o grão adquirido e esse preparo deve ser feito baseado no conhecimento da máquina a ser adquirida e é possível fazer isso a cada lote de grãos adquiridos, é uma atividade deliciosa de ser feita.

 

O que procurar em uma máquina de café espresso?

A pressão correta deve iniciar em 9 BAR (pressão atmosférica ou força G) vai trazer as propriedades que buscamos em um bom café que são basicamente aroma, doçura, acidez e corpo. Também se torna indispensável um bico vaporizador para o preparo de bebidas com leite como cappuccinos e a temperatura correta está diretamente relacionada a pressão exercida pela caldeira.

 

Máquina de Café Espresso que você pode comprar 

Escolher a máquina de café espresso para comprar pode te causar muitas dúvidas, é importante saber primeiro se você já tem um nível de exigência que requer comprar uma máquina com preço baixo ou alto.

O processo pode ser facilmente comparado a aquisição de um carro, de tantas opções de desempenho e preços que existem no mercado.

Definindo o fator preço você pode partir para o próximo passo que é definir a marca e porte do equipamento no qual você vai colocar seu rico dinheirinho e paladar.

 

Marcas e preços populares

Equipamentos caseiros podem ser adquiridos com valores bem acessíveis a partir de R$499,00 e um alcance de R$1.000,00 em diversos marketplaces de eletrônicos, a mudança de preços entre equipamentos pode ser grande, gostaríamos de ter aqui a avaliação pessoal de cada equipamento, mas é financeiramente inviável, segue uns bons nomes; Delonghi é uma das precursoras quando falamos em máquina para uso caseiro tenho uma dessas em funcionamento há mais de 15 anos, a Oster surgiu mais recentemente no mercado brasileiro com diversos eletrônicos, Electrolux, Mondial, Fun Kitchen entre outras.

Quando fizemos esse artigo os preços mais baixos eram no Americanas.com, Extra.com e Walmart.com

 

Marcas de preços médios

Nessa linha podem classificar algumas marcas que quase podem ser usadas como profissionais por dois motivos básicos a pressão da caldeira e durabilidade dos materiais e preço que varia de R$2.000,00 a R$5.000,00 em média, e suporta uma extração mais padronizada, um destaque aqui vai para a Tramontina que tem dois equipamentos que tem sido uma escolha dos baristas de final de semana, para uso caseiro com excelente vaporização e moinho acoplado.

Das mais famosas temos a Saeco, Tramontina, Gaggia, La Pavoni, Solis, Bari, Jura, Ok Kafé. Sendo a última da Ok Kafé uma marca do Espírito Santo que tem sua estrutura OEM italiana e que tive experiência de usar numa cafeteria em um evento que durou 40 dias e ela suportou a pressão diária servindo aproximadamente 900 cafés nesses 40 dias, falta uma bomba de maior desempenho para manter a uniformidade na vaporização e suportar melhor a pressão ao extrair o café e o mesmo é possível dizer da Tramontina.

 

Marcas superiores

Estão listadas aqui as marcas profissionais mais desejadas pelos baristas pelo mundo, que tem também equipamentos para ser adquiridas versões ‘caseiras’ obviamente com preços dignos de cafés Kopi Lowaki ou Jacu Bird, são elas o sonho de consumo.

São equipamentos que ultrapassam facilmente a casa dos US$5.000,00 e em alguns casos devem ser encomendadas, na minha lista estão alguns sonhos de consumo de muitas cafeterias e baristas pelo Brasil e mundo, basta pesquisar pelo nome no instagram ou google que serão encontradas personalizações de diversas delas, a mais famosa é a La Marzocco considerada a Mercedes Benz das máquinas não só por sua beleza e desempenho mas pelo preço e também pela estabilidade, entre outras estão a Nuova Simonelli, Astoria, Dalla Corte, Elektra, Pasquini, La Cimbali, Rancilio, Victoria Arduino, entre outras. 

 

“Para manter o café mais quente ao ser filtrado, antes de despejar o café sobre a xícara, deixe-a com água quente por um minuto para que fique pré aquecida.”

 

Para fazer um café espresso corretamente alguns itens são essenciais:

  1. Café em grãos de uma boa origem e qualidade, os cafés especiais e gourmet são as melhores escolhas, prefira arábica 100% feito a partir de frutos cerejas (apenas grãos maduros) recentemente torrado.
  2. Água filtrada ou mineral, que vai garantir um sabor superior com pouca influência dos diversos minerais e principalmente o cloro.
  3. Máquina de café espresso caseira ou profissional de boa qualidade e com manutenção em dia e descalcificada, sempre que utilizar a máquina deve-se limpar o porta filtro.
  4. Medida certa de café moído para uma xícara (7 gramas), utilizando uma granulometria compatível com o grão escolhido para que a extração não leve mais que 30 segundos.

 

A busca da xícara perfeita é contínua e deve ser incansável para qualquer pessoa, a escolha do equipamento para fazer seu café posso comparar com a escolha de um carro, aquele que cabe no seu bolso, com a funcionalidade que você precisa e sabe usar.

Deixe uma resposta